Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Corsan garante qualidade da água de Santa Maria

Publicação:

A Corsan (Companhia Riograndense de Saneamento) informa que a água tratada e distribuída à população de Santa Maria atende todos os parâmetros de potabilidade exigidos pela legislação (Anexo XX da Portaria de Consolidação nº 5/2017, do Ministério da Saúde; e da Portaria nº 320/2014, da Secretaria Estadual da Saúde), em especial quanto à sua desinfecção. Nesse sentido, assegura-se que a sua qualidade está devidamente atestada e que ela pode ser consumida sem qualquer receio, não possuindo assim relação com a recente notícia de surto de “síndrome febril”.

 

Para que esse padrão seja atingido, a Companhia adota, de forma rigorosa e criteriosa, processos e procedimentos consagrados no tratamento de água, os quais resultam em eficiente barreira contra os variados tipos de contaminação hídrica. Dessa forma, são realizados diversos exames e análises durante o processo de tratamento, os quais, de modo simplificado, consistem nas etapas de clarificação (remoção de impurezas que conferem cor e turbidez), de desinfecção (eliminação de microorganismos patogênicos) e de fluoretação (adição de flúor, para prevenção de cárie dentária), por meio da Estação de Tratamento de Água (ETA) de Santa Maria. Paralelamente a isso, há também o sistemático controle analítico dos resultados obtidos, que são realizados por meio de laboratórios próprios (em Santa Maria, na ETA, e em Porto Alegre), visando aferir a conformidade dos parâmetros exigidos e atuar de forma preventiva/corretiva para as possíveis alterações que surjam no processo.

 

Esse monitoramento é permanente, e se estende desde a captação da água in natura, passando pelo processo de tratamento, e segue até a rede de distribuição, culminado na entrada de água do usuário (quadro de medição).

 

Além disso, todos os resultados são constantemente disponibilizados para os órgãos fiscalizadores do Município e do Estado, e alimentam o “Sistema de Informação de Vigilância da Qualidade da Água para Consumo Humano (Sisagua)”, que é um instrumento do Programa Nacional de Vigilância da Qualidade da Água para consumo Humano (Vigiagua).

 

Conclui-se, portanto, que todo esse sistema interdisciplinar de monitoramento de água distribuída à população possui um rigoroso processo de controle, o qual, ao fim, permite assegurar o nível qualidade estabelecido pela legislação vigente.

 

Feitas essas considerações, aditamos que os resultados analíticos ora referidos, se encontram à disposição para esclarecer qualquer controvérsia relacionada à possibilidade de contaminação da água tratada e distribuída, pela CORSAN, para o município de Santa Maria. Ademais, cumpre informar que episódios de enfermidades dessa natureza podem ter origem em outros meios de veiculação, que não apenas o hídrico. Assim, entende-se que qualquer informação que associe surtos de doenças com a água distribuída pela Corsan, só deve ser considerada mediante a devida comprovação, atestada por laudo laboratorial competente.

Atendimento Online
CORSAN