Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Corsan indica 68 processos para tentativa de acordo na Semana Nacional da Conciliação Trabalhista

Publicação:

Corsan indica 68 processos para tentativa de acordo na Semana Nacional da Conciliação Trabalhista
Corsan indica 68 processos para tentativa de acordo na Semana Nacional da Conciliação Trabalhista

A Corsan indicou ao Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região (RS) 68 processos para tentativa de acordo durante a 4ª Semana Nacional da Conciliação Trabalhista, que acontecerá entre 21 e 25 de maio. As ações estão em fase de execução e tramitam em diferentes cidades do Estado.

A empresa formalizou o pedido em reunião (foto) ocorrida na manhã desta quarta-feira (2), no Salão Nobre da Presidência do TRT-RS. Participaram do encontro a presidente do Tribunal, desembargadora Vania Cunha Mattos, o coordenador do Nupemec (Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Disputas), desembargador Ricardo Martins Costa, o desembargador João Paulo Lucena, integrante do Nupemec, o coordenador do Cejusc – 1º Grau (Centro Judiciário de Métodos Consensuais de Solução de Disputas do Primeiro Grau), juiz do Trabalho Jorge Alberto Araujo, e os advogados Paula Jardim Resende, Keyla Azzolin Marini e Eden José Ferreira, da Corsan.  

A estatal é um dos quatro maiores litigantes na Justiça do Trabalho gaúcha, com quase dois mil processos ajuizados contra a empresa somente em 2017. A possibilidade de a Corsan adotar a solução negociada das reclamatórias vem sendo tratada em reuniões no TRT-RS, dentro da política de incentivo à conciliação priorizada pela Administração do Tribunal. O primeiro acordo celebrado pela Corsan foi homologado no último dia 17 de abril, na Vara do Trabalho de Farroupilha.

Conforme a advogada Paula Resende, a expectativa da estatal é firmar acordo em todos os processos que estarão na pauta da Semana da Conciliação, marcando esta nova fase da empresa perante a Justiça do Trabalho. Ela explica que a política conciliatória já vem sendo discutida há dois anos, em reuniões no Cejusc – desde a época em que o setor era denominado Jacep (Juízo Auxiliar de Conciliação, Execução e Precatórios) – e na Presidência do Tribunal. “Acredito que a Semana Nacional da Conciliação será o marco de todo esse trabalho. O acordo é a melhor forma de resolver os conflitos trabalhistas”, complementa a advogada.

A  4ª Semana Nacional da Conciliação Trabalhista ocorrerá entre os dias 21 e 25 de maio. Neste período, as unidades judiciárias realizarão pautas extras de audiências para processos que apresentam possibilidade de acordo, independente da fase em que se encontrem (conhecimento ou execução, primeiro ou segundo grau). Trabalhadores e empregadores com processo em andamento e dispostos a tentar um acordo poderão solicitar uma audiência na Semana. A Justiça do Trabalho recomenda que o solicitante procure o auxílio do seu advogado para fazer o pedido. Além de receber as solicitações dos trabalhadores e empregadores, as próprias unidades judiciárias selecionarão processos com potencial conciliatório para incluí-los na pauta da Semana.

Fonte: Gabriel Borges Fortes. Foto: Inácio do Canto (Secom/TRT4)

CORSAN